Fluido Vital e Perispírito: o que são os fluidos espirituais, afinal?

Se você se interessa pela formação do universo, pela inteligência divina na criação dos mundos celestes e às múltiplas expressões do Fluido Cósmico Universal,talvez já tenha se deparado com o termo fluido vital.

A verdade é que, desde sempre, grandes questões sobre sua origem assolam a humanidade, e uma delas está relacionada à nossa essência ou ao que somos e como vivemos.

A ciência não explica isso com exatidão, justamente por ceticismo em relação à realidade espiritual do homem.

O Espiritismo, por sua vez, responde às perguntas que inquietam o ser humano, e neste artigo vamos esclarecer o que é fluido vital e como ele influencia na nossa existência enquanto permanecemos vivos no nosso Planeta.

O tema é um pouco complexo e as informações vão se encaixando de maneira lógica e racional, umas com as outras.

Por isso, leia o conteúdo com atenção e avance no texto com calma.

E se ao final ainda ficar alguma dúvida, estamos à disposição para esclarecê-la.

Boa leitura!

O que é fluido para os espíritas?

Para entender o conceito de fluido no Espiritismo, primeiramente, é necessário compreender os princípios que compõem o Universo.

Segundo O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, na Parte Primeira: “Das causas primárias” os benfeitores informa que a trindade universal é composta pelos seguintes elementos: Deus, espírito e matéria.

Na primeira pergunta do livro encontramos o conceito de que Deus é a causa primária de todas as coisas, é eterno e imutável.

O espírito, por sua vez, (conforme a questão de nº 23), é a individualização do princípio inteligente, também conhecido como alma.

Já a matéria é o instrumento utilizado pelo espírito e sobre o qual ele exerce sua ação, conforme a questão de nº 22 do Livro dos Espíritos.

Ainda sobre a matéria, é preciso compreender que ela é formada de um só elemento primitivo que é chamado de Fluido Cósmico Universal (Questão de nº 30).

Ou seja, a matéria é a condensação de um fluido que pode se apresentar em diferentes estados e formas.

O fluido, portanto, permeia entre a matéria e o espírito, e tudo isso se dá sob as ordens de Deus ou as chamadas Leis Divinas ou Universais.

Tipos de fluidos

Derivados de apenas um tipo de fluido, suas múltiplas modificações dão origem a uma grande infinidade de outros fluidos operados pelas inteligências celestiais e pelos agentes orientadores da Criação Excelsa, conforme narrado no livro: “Evolução em Dois Mundos” (André Luiz / Chico Xavier – Primeira Parte – item I)

Assim, os fluidos energéticos podem ser categorizados da seguinte forma:

Fluido universal

O fluido universal ou fluido cósmico se encontra por toda a extensão do Universo e é o que possibilita às Inteligências Gloriosas convertê-lo em outros fluidos modificados, dando origem a diferentes matérias.

Assim como uma cozinheira une os ingredientes para preparar um bolo, o universo se utiliza dos fluidos para criar a infinidade de coisas que conhecemos.

Em outras palavras, o fluido universal é a fonte geradora dos mundos e dos seres, desde os mais primitivos até os de inteligência mais aprimorada que a conquistaram através das múltiplas reencarnações.

Embora a matéria seja a mesma, nos corpos orgânicos ela está animalizada.

Essa característica se dá pela união da matéria com o princípio vital, também chamado de fluido vital, fluido magnético, fluido nervoso e fluido elétrico animalizado.

Fluido vital ou princípio vital

O fluido vital é uma espécie de subproduto do fluido universal.

É ele que dá vida momentânea aos corpos inertes.

Allan Kardec, na questão de nº 67 de “O livro dos Espíritos”, explica que a atividade do princípio vital é alimentada pelo funcionamento dos órgãos, e que o Princípio Vital é a força motriz dos corpos orgânicos.

Ele ainda compara essa ação ao movimento de rotação de uma roda.

Quando a força se extingue, a roda deixa de girar.

Da mesma forma, quando o princípio vital desvanece, o corpo morre.

Os elementos, por sua vez, sofrem novas combinações, que resultam em novos seres.

Essas explicações são fornecidas em outras questões de “O Livro dos Espíritos”:

  • 61. Há diferença entre a matéria dos corpos orgânicos e a dos inorgânicos?
    R: “A matéria é sempre a mesma, porém nos corpos orgânicos está animalizada.”
  • 62. Qual a causa da animalização da matéria?
    R: “Sua união com o princípio vital.”
  • 65. O princípio vital reside em alguns dos corpos que conhecemos?
    R: “Ele tem por fonte o fluido universal. É o que chamais fluido magnético, ou fluido elétrico animalizado. É o intermediário, o elo existente entre o Espírito e a matéria.”
  • 66. O princípio vital é um só para todos os seres orgânicos?
    R: “Sim, modificado segundo as espécies.
  • 70. Que é feito da matéria e do princípio vital dos seres orgânicos, quando estes morrem?
    R: A matéria inerte se decompõe e vai formar novos organismos. O princípio vital volta à massa donde saiu.

Princípio vital e fluido vital são a mesma coisa?

As nomenclaturas, de fato, podem provocar certa confusão na compreensão do assunto.

É importante saber, portanto, que são usadas costumeiramente três expressões para se caracterizar o mesmo princípio: fluido vital, princípio vital e agente vital.

Além disso, fluido magnético, fluido nervoso e fluido elétrico animalizado também são sinônimos.

Dessa forma, respondendo à pergunta deste tópico, princípio vital e fluido vital são, sim, a mesma coisa.

Fluido vital na evangelização infantil

Todo e qualquer assunto na Evangelização Espírita Infantil precisa ser tratado de maneira lúdica.

Por meio dessas atividades é que as crianças conseguem assimilar o conteúdo.

Aliás, alguns temas são mais densos e complexos de entender, como é o caso do fluido vital.

Se você é evangelizador e tem dúvida sobre como abordar o assunto com os alunos e alunas, experimente começar por uma explicação sobre os seres orgânicos e inorgânicos.

É importante que eles compreendam as características de cada tipo e as diferenças entre eles.

A partir disso, fica mais fácil introduzir a explanação sobre fluido vital.

Neste site, você encontra algumas opções de atividades para aplicar durante a aula.

O Espiritismo e o fluido magnético

Para entender a relação do Espiritismo e do fluido magnético, é importante compreender algumas características do princípio vital. Ver a nota escrita por Allan Kardec na questão de nº 70 no “Livro dos Espíritos”.

A primeira é que a quantidade de fluido vital não é absoluta em todos os seres orgânicos e ela varia conforme as espécies e até mesmo em cada indivíduo.

Alguns possuem o suficiente, enquanto outros têm quantidade exacerbada.

Esses, com abundância de fluido vital, possuem a vida mais ativa.

Quando o fluido vital começa a se esgotar, a conservação da vida fica prejudicada.

No entanto, há como absorver o fluido e renovar esse princípio.

Magnetismo no Espiritismo

A absorção do fluido vital se dá de forma ininterrupta na interação entre os diversos elementos da natureza..

É possível ainda, fazer a transfusão de um indivíduo para outro, se assim o desejarmos utilizando uma técnica de manipulação fluídica chamada de magnetismo, que conhecemos vulgarmente como PASSE MAGNÉTICO

Vale salientar que o fluido manejado, passa a absorver as características físicas e morais do magnetizador.

Sendo assim, é certo pensar que o indivíduo com maior grau de adiantamento possui um fluido com propriedades mais ativas.

Allan Kardec: qual a diferença entre médium curador e magnetizador?

Tanto o magnetizar quanto o médium curador têm capacidade de manipular e vincular os fluidos vitais a uma determinada pessoa ou a um ser vivo.

Entretanto, há diferença entre a forma como isso é feito.

O magnetizador se utiliza dos próprios fluidos enquanto o médium curador manipula e direciona os fluidos dos espíritos.

Além disso, cabe dizer que existe uma diferença de consciência sobre a habilidade.

Essa explicação é dada por Allan Kardec no parágrafo 175 do item 7 da Segunda Parte – Capítulo XIV de O Livro dos Médiuns:

“Todos os magnetizadores são mais ou menos aptos a curar, desde que saibam conduzir-se convenientemente, ao passo que nos médiuns curadores a faculdade é espontânea e alguns até a possuem sem jamais terem ouvido falar de magnetismo. A intervenção de uma potência oculta, que é o que constitui a mediunidade, se faz manifesta, em certas circunstâncias, sobretudo se considerarmos que a maioria das pessoas que podem, com razão, ser qualificadas de médiuns curadores recorre à prece, que é uma verdadeira evocação”.

Como recebemos fluido vital?

Quem já visitou um centro espírita e passou por atendimento, certamente, conhece o passe espírita.

Uma das energias compartilhadas pelo passe espírita é a magnética.

Através do passe magnético, os fluidos são direcionados a fim de estabelecer um reajuste ou reequilíbrio em quem o recebe.

Essa transfusão ou troca de fluidos entre indivíduos é realizada pela ação do pensamento.

Entretanto, para que aconteça, existem técnicas que ajudam a administrar os fluidos no paciente, como o de movimentar-se as mãos próximas ao corpo da pessoa, mas as técnicas não são imprescindíveis e o necessário é a sintonia com a equipe dos espíritos benevolentes presentes às essas sessões de terapia magnética e espiritual.

Ciclo do fluido vital espiritual

Como vimos, a transformação dos fluidos dá origem a outros tipos de fluidos.

Para que o fluido espiritual exista, é necessário que um ciclo se cumpra.

Entenda a seguir:

Fluido cósmico universal

O fluido cósmico universal, como vimos, é a fonte geradora de toda a matéria.

É a partir dele que os outros fluidos são originados.

Fluido vital espiritual

O fluido vital espiritual representa a energia que o espírito precisa para sustentar a vida,

Ele é necessário tanto para os encarnados quanto para que os desencarnados possam desenvolver seus trabalhos no auxílio aos que estão na Terra e assim nos tornamos parceiros da Espiritualidade Maior quando cedemos nossos fluidos no exercício da caridade cristã.

Esse tipo de energia é absorvida automaticamente por várias entradas, como a respiração e a alimentação.

Fluido vital físico ou princípio vital

O fluido vital, por sua vez, é necessário para a energia do corpo físico.

Sendo assim, ele somente é produzido quando estamos encarnados.

Vale reforçar que o princípio vital pertence apenas aos seres orgânicos.

Conclusão

E, então, conseguiu entender o que é o fluido vital, como ele se forma e a importância dele para a nossa vida? Esperamos que sim.

Para encerrar o artigo, vamos retomar alguns pontos rapidamente:

O fluido universal é o fluido que origina toda a matéria, seja ela orgânica ou inorgânica.

O fluido vital, por sua vez, é o fluido necessário para manter viva a natureza e os seres encarnados.

Pois o fluido vital, tema do nosso artigo, é o fluido que animaliza a matéria.

Portanto, só está presente nos seres orgânicos e encarnados.

Quando ele acaba, o corpo para de funcionar.

O fluido vital pode ainda ser transferido entre indivíduos por meio do magnetismo.

Resumindo, o fluido vital é o combustível que precisamos para viver.

E não se esqueça: o fluido vital também é conhecido por princípio vital, além de outras nomenclaturas.

 

Gostou deste conteúdo sobre fluido vital? Então, aproveite o espaço ao final do texto para escrever o seu comentário.

Se ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco.

E, ainda, se quiser ver outro tema sendo abordado por aqui, faça uma sugestão de assunto para a nossa equipe pelo formulário de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *