Álcool e Espiritismo: como a bebida pode afetar a sua vida?

Alcoolismo espiritismo

O que álcool e Espiritismo tem a ver?

Neste artigo, você vai entender como o consumo de bebidas alcoólicas pode afetar não só a vida no campo físico, mas também no aspecto espiritual.

Acompanhe até o final!

Espiritismo e alcoolismo: como a bebida pode afetar a sua vida?

Alcool e espiritismo

Os estragos fisiológicos e psicológicos causados pelo álcool são bem conhecidos.

De efeito imediato, toda substância alcoólica que ingerimos libera serotonina, deixando a pessoa mais alegre, desinibida e até corajosa.

Após algum tempo, a substância começa a deprimir o sistema nervoso central.

Em altas doses, pode provocar intoxicação e, inclusive, levar à morte. Os efeitos do álcool também são extremamente nocivos.

O alcoolismo gera deterioração psicológica e física. A doença ainda impacta as relações pessoais do indivíduo, a vida profissional e até o status socioeconômico.

Ou seja, não poupa nenhum aspecto.

Para o Espiritismo, o alcoolismo afeta também o corpo espiritual. Isso sem contar que pode abrir portas para a influência de espíritos obsessores.

Qual a visão espírita das bebidas alcoólicas?

Alcool e espiritismo

A Doutrina Espírita não proíbe o consumo de álcool.

Isto é, não há nenhum registro de texto ou regra da Espiritualidade que condene a ingestão de bebidas alcoólicas.

Até mesmo porque o Espiritismo defende o livre-arbítrio, que é a possibilidade que o indivíduo tem de agir conforme seus próprios desejos e decisões.

Ainda assim, a Doutrina Espírita alerta para os perigos das bebidas alcóolicas.

Além de relembrar os danos que podem ser causados à saúde, como cirrose hepática, hepatite, lesões no pâncreas, dentre outras doenças, os Espíritos também avisam sobre a capacidade que o álcool tem de provocar males ao espírito na atual encarnação e nas próximas.

Quais as consequências espirituais do consumo de álcool, segundo o Espiritismo?

Alcoolismo e espiritismo

Além do entorpecimento psíquico, o álcool também libera toxinas que atingem o perispírito (laço que une o corpo físico ao espírito).

Essas impurezas, por sua vez, podem atrapalhar as vibrações energéticas e ainda são capazes de dificultar o tratamento espiritual caso esse seja aplicado.

Os danos causados pelas bebidas alcoólicas ao corpo físico também se refletem no corpo espiritual.

Aliás, o indivíduo que morre em razão do abuso do álcool é considerado um suicida indireto.

A dependência prossegue até mesmo depois da morte, podendo se estender até às vidas futuras.

Nesses casos, o perispírito carrega as lesões e pode plasmar uma predisposição orgânica no novo corpo físico.

Álcool e Espiritismo: espírita pode beber?

Alcoolismo espiritismo

Como vimos, o Espiritismo não impõe regras sobre o consumo de bebidas alcóolicas.

Entretanto, ao saber das consequências espirituais, é bastante provável que o indivíduo queira manter-se afastado do álcool.

Quem é médium pode beber?

Vale para o médium o mesmo que se aplica ao indivíduo comum.

Cabe ressaltar, no entanto, que a mediunidade representa uma conexão mais aberta e profunda com o mundo espiritual.

Dessa forma, o consumo de bebidas alcoólicas pode facilitar a aproximação de espíritos inferiores.

Como consequência, o médium pode ter maiores dificuldades de executar suas nobres funções.

Beber pode atrair espíritos ruins?

As companhias espirituais que se juntam a nós são atraídas e cultivadas pelos nossos pensamentos e ações.

Assim, se fazemos o bem e mantemos nossa mente alinhada ao amor, trazemos espíritos superiores conosco.

Por outro lado, se plantamos o mal, são os espíritos ruins que se ligam a nós.

Beber não significa necessariamente fazer o mal, mas a ação é um fator de decadência orgânica e moral.

Afinal, o consumo de álcool não constitui uma necessidade básica.

Além disso, quando ingerimos álcool, simpatizamos com espíritos que se comprazem com a bebida.

Espírito que faz a pessoa beber, existe?

Sim, existe, e esses espíritos, normalmente, foram viciados nas últimas existências.

Há um tipo de influência mais complexa provocada pelos espíritos que se denomina vampirismo.

Acontece quando o espírito se satisfaz por meio das emanações do encarnado, assim como um animal vampiro que se alimenta do sangue.

No caso do álcool, já que não pode ser encontrado no plano espiritual, o obsessor influencia o obsediado a consumir mais bebidas alcoólicas para que ele se satisfaça através das suas emanações fluídicas.

Vidas passadas podem ter relação com o alcoolismo?

Alcoolismo e espiritismo

Uma vez que o álcool age sobre o corpo espiritual, é certo dizer que o alcoolismo pode ter relação com vidas passadas.

Se o espírito abusou do álcool em uma de suas existências, tornando-se um viciado, é provável que carregue essas impressões mesmo após a morte.

E, então, quando tiver uma nova oportunidade de retornar ao mundo físico, o espírito pode, sim, vir com uma predisposição orgânica ao alcoolismo.

Álcool e Espiritismo: a luta para sair do vício

Todo vício requer uma dura batalha para que seja vencido.

No caso do alcoolismo, o indivíduo precisa trabalhar diversos aspectos psicológicos, além de lidar com questões físicas, como os efeitos da abstinência no corpo.

Ainda assim, é possível vencer a luta.

Evidentemente, a ajuda de profissionais especializados e de uma rede de apoio é sempre bem-vinda, mas nada acontece sem a força interna, conforme explicam os Espíritos em O Livro dos Espíritos:

(Pergunta 909) Poderia sempre o homem, pelos seus esforços, vencer as suas más inclinações?

Resposta: “Sim, e, frequentemente, fazendo esforços muito insignificantes. O que lhe falta é a vontade. Ah! Quão poucos dentre vós fazem esforços!”

5 dicas para se livrar do vício da bebida ou das drogas

visao espirita alcoolismo

Junto com a força de vontade, alguns hábitos e tratamentos espirituais podem contribuir na luta contra o vício.

Veja cinco dias:

1. Prece espírita para dependente químico

A prece é uma projeção de pensamentos e expressões de sentimentos que alcançam Deus.

Ela tem o potencial de elevar as vibrações e atrair os bons espíritos.

Assim, fazer uma prece espírita solicitando ajuda no tratamento pode ajudar.

2. Água fluidificada

A água fluidificada é um recurso terapêutico em que os fluidos são acrescidos na água e a bebida adquire uma propriedade medicamentosa.

Essa transfusão de energias pode ser feita por um médium magnetizador ou pela própria força dos espíritos.

Basta ir até um centro espírita ou, então, deixar a bebida perto da cama e, antes de dormir, rogar aos bons espíritos que derramem os medicamentos necessários.

3. Leituras edificantes

Elevar o padrão vibratório é essencial para combater as forças do mal e manter-se firme no propósito.

Entre os hábitos que ajudam a aumentar a vibração está a leitura.

Procure ler obras da literatura espírita ou livros de autoajuda.

4. Meditação

A meditação é mais uma das técnicas que contribuem para elevar a faixa vibracional, além do que é excelente para organizar os pensamentos e reduzir a ansiedade.

Tente praticá-la frequentemente e, principalmente, nos momentos em que as emoções parecem tomar conta das ações.

5. Reforma íntima

O começo de toda a mudança parte do autoconhecimento.

Antes de tudo, é preciso olhar para si mesmo e identificar pontos que precisam ser corrigidos.

Dedique-se à reforma íntima e procure reparar maus hábitos adotados, pensando sempre na prática do bem.

Drogas e Espiritismo

Alcool e espiritismo

Assim como o álcool, as drogas afetam o perispírito. Ele sofre todas as repercussões do uso e abuso das substâncias.

O excesso de álcool e outras drogas atribui uma forma grosseira ao corpo espiritual, condenando-o à dor, sobretudo futura, para que seja expurgada.

Os dependentes químicos ainda aproximam espíritos menos evoluídos, perturbadores e desencarnados que podem influenciar ainda mais o consumo.

Mensagem espírita sobre vícios

Qual a visão espírita das bebidas alcoólicas?

Para quem está enfrentando o vício, essa mensagem do espírito André Luiz pode inspirar e fortalecer a fé na luta contra o problema:

“A sua luta é consigo mesmo e não com mais alguém, é a si mesmo que você precisa vencer, ou seja, vencer seus defeitos, seus vícios, seus desejos, seus pensamentos. O único mal a temer é aquele que ainda existe em nós!”

Palestra espírita sobre álcool e Espiritismo

A batalha contra o vício é diária.

Para vencê-la é preciso ter força de vontade, que deve ser alimentada a cada instante. O conhecimento é uma forma de nutrir esforços.

Dessa forma, as palestras espíritas podem ajudar.

Confira a seguir algumas delas:

Álcool e Espiritualidade – Divaldo Franco Esclarece as Consequências

Nesta palestra, ministrada durante um congresso espírita, o médium Divaldo Franco aborda as consequências do abuso do álcool:

Assista:

O alcoolismo e a obsessão

No programa Esclarecimentos Oportunos, Antonio Coelho Filho e Milton Felipeli conversam sobre a relação entre o alcoolismo e a obsessão.

Assista:

Curta metragem espírita – Bebidas alcoólicas

Embora não seja uma palestra, este curta metragem tem muito a ensinar.

Ele mostra como o espírito obsessor age sobre o indivíduo que consome bebidas alcóolicas.

Assista:

“Beber socialmente” na visão espírita, pelo médium Divaldo Franco

Neste trecho da palestra ministrada no congresso espírita, Divaldo Franco enfatiza o ato de beber socialmente.

Assista:

Conclusão

As bebidas alcoólicas são fabricadas e consumidas desde a pré-história.

Ao longo desses anos, elas têm sido associadas a práticas religiosas e festivas, sendo considerada por muitas pessoas um mecanismo de interação social.

No entanto, como vimos neste artigo, o consumo de álcool e drogas representa um desvio moral.

Além disso, ele é capaz de destruir a vida do indivíduo, sem contar o estrago que pode provocar no perispírito.

Gostou deste conteúdo sobre álcool e Espiritismo? Então, aproveite o espaço ao final do texto para escrever o seu comentário.

Tem outro tema que gostaria de ver por aqui? Faça uma sugestão de assunto para a nossa equipe pelo formulário de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *