Diferença entre alma e espírito, segundo o Espiritismo

Diferença entre alma e espírito

Você sabe qual é a diferença entre alma e espírito?

Muita gente tem dúvida sobre o significado dos termos, e isso se deve ao fato de aplicações equivocadas que foram feitas ao longo do tempo.

Allan Kardec, na introdução de O Livro dos Espíritos, afirma que:

“A divergência de opiniões sobre a natureza da alma provém da aplicação particular que cada um dá a esse termo. Uma língua perfeita, em que cada ideia fosse expressa por um termo próprio, evitaria muitas discussões (…)”.

A partir disso, ele dá a definição adequada a fim de esclarecer os conceitos de uma vez por todas.

E, neste artigo, você confere o que são alma e espírito de acordo com o Espiritismo.

Boa leitura!

Diferença entre alma e espírito, segundo o Espiritismo

Diferença entre alma e espírito

De acordo com o Espiritismo, os termos alma e espírito referem-se ao mesmo conceito, são iguais.

Você pode estar se perguntando, então, por que há dois termos para se referir à mesma coisa.

A Doutrina Espírita explica que, embora os dois vocábulos façam alusão ao mesmo postulado, as palavras podem ser empregadas em momentos e locais distintos.

Alma, por exemplo, é usada para representar o Espírito encarnado, ou seja, o Espírito que está ligado a um corpo físico no mundo terreno.

Já o Espírito seria a alma que não se acha mais presa ao invólucro carnal (desencarnada), isto é, o Espírito é a entidade que agora habita o plano espiritual.

Alma e espírito são a mesma coisa?

Conforme a visão do Espiritismo, a resposta é sim, a alma e o espírito são a mesma coisa.

No dicionário, também.

Uma pesquisa rápida pelo significado do termo “espírito” sugere a alma como sinônimo.

Mas aqui cabe uma consideração importante.

As definições, muitas vezes, tratam a alma como o princípio vital, e essa é uma interpretação equivocada do conceito.

Abordaremos isso mais adiante.

O que significa alma?

alma e espírito

Vamos começar pela etimologia da palavra alma.

O termo vem do latim anìma (ou ânima), derivado do grego psykhés (ou psiquê), cujo sentido literal é ar, vento, sopro.

No sentido figurado, no entanto, o significado de alma seria o próprio Ser.

Pela definição do Espiritismo (O Livro dos Espíritos):

(Pergunta 134) Que é a alma?
Resposta: “Um Espírito encarnado.”

a) Que era a alma antes de se unir ao corpo?

Resposta: “Espírito.”

A alma, na bíblia, também é retratada como a vida individual de cada ser e, por isso, está ligada aos sentimentos humanos.

Ainda de acordo com o livro, a alma continua existindo após a morte do corpo, e é ela a grande responsável pela união com Deus.

Alma vital vs Alma intelectual vs Alma espírita

Ainda em O Livro dos Espíritos, a primeira obra da codificação espírita, Kardec reflete sobre as diferentes aplicações que são feitas da alma.

Segundo ele, há pessoas que consideram a alma um princípio da vida material, orgânica.

É a mesma visão refletida nos dicionários, como havíamos mencionado.

Acontece que, nessa perspectiva, a alma seria efeito, e não causa.

Outros, por sua vez, dizem que a alma é o princípio da inteligência.

Isso significa que a alma universal seria Deus, e cada Ser um fragmento da divindade.

E, por fim, há quem defenda a ideia da alma como um Ser moral, distinto, independente da matéria e que conserva sua individualidade após a morte.

Nesse caso, a alma é a causa, e não o efeito.

Essa, sim, é a visão correta do que é a alma para o Espiritismo.

Diante dessas concepções distintas, Kardec diz que deveríamos ter também nomes específicos, ou seja, a alma vital, a alma intelectual e a alma espírita.

O que significa espírito?

Diferença entre alma e espírito

Assim como vimos a etimologia de alma, veremos agora a da palavra espírito.

Espírito vem do latim “spiritus” e significa respiração, sopro.

Repare que o significado de espírito é o mesmo de alma.

Na literatura espírita, especificamente em O Livro dos Espíritos, a definição de espírito é a seguinte:

(Pergunta 23) Que é o Espírito?

Resposta: “O princípio inteligente do Universo.

a) Qual a natureza íntima do Espírito?

Resposta: “Não é fácil analisar o Espírito com a vossa linguagem. Para vós, ele nada é, por não ser palpável. Para nós, entretanto, é alguma coisa. Ficai sabendo: coisa nenhuma é o nada e o nada não existe.”

E se você está se perguntando o que é o Espírito segundo a bíblia, saiba que o significado é o mesmo.

De acordo com as escrituras, o Espírito é que dá vida ao Ser e faz com que os indivíduos se unam a Deus.

As almas e os Espíritos são, portanto, uma e a mesma coisa?

A essa altura, você já sabe que as almas e os espíritos são a mesma coisa, certo?

Para corroborar essa ideia, vamos às respostas dos espíritos sobre o assunto em O Livro dos Espíritos:

(Pergunta 134)

b) As almas e os Espíritos são, portanto, idênticos, a mesma coisa?

Resposta: “Sim, as almas não são senão os Espíritos. Antes de se unir ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o mundo invisível, os quais temporariamente revestem um invólucro carnal para se purificarem e esclarecerem.”

E qual a diferença entre alma, espírito e perispírito?

E qual a diferença entre alma, espírito e perispírito?

De acordo com a Doutrina Espírita, a alma é a condição do Espírito durante sua existência corporal, ou seja, o espírito encarnado.

Já os desencarnados são denominados Espíritos.

Tudo tranquilo com esse conceito até aqui, certo?

Agora, vamos acrescentar um novo elemento à conversa: o perispírito.

Em O Livro dos Espíritos, Allan Kardec questiona:

(Pergunta 135) Há no homem alguma outra coisa além da alma e do corpo?

E os espíritos respondem:

“Há o laço que liga a alma ao corpo.”

O codificador da Doutrina Espírita, então, tenta se aprofundar:

a) De que natureza é esse laço?

A explicação:

“Semimaterial, isto é, de natureza intermédia entre o Espírito e o corpo. É preciso que seja assim para que os dois se possam comunicar um com o outro. Por meio desse laço é que o Espírito atua sobre a matéria e reciprocamente.”

Esse laço do qual os espíritos falam é o perispírito.

A constituição dos seres fica mais evidente no seguinte trecho do livro:

“A alma é um Espírito encarnado, sendo o corpo apenas o seu envoltório. Há no homem três coisas: 1º) o corpo ou ser material idêntico ao dos animais e animado pelo mesmo princípio vital; 2º) a alma ou ser imaterial, Espírito encarnado no corpo; 3º) o laço que prende a alma ao corpo, princípio intermediário entre a matéria e o Espírito.”

Alma e o Espiritismo

alma e espiritismo

Como disse Allan Kardec, na Introdução de O Livro dos Espíritos: “para se designarem coisas novas são precisos termos novos (…) e clareza de linguagem para evitar a confusão inerente à variedade de sentidos das mesmas palavras.”

Assim, na codificação da Doutrina Espírita, o professor Rivail fez questão de esclarecer os vocábulos.

Logo na introdução de O Livro dos Espíritos, ele explica a importância de se entender o conceito de alma:

“Igualmente, há outra palavra que todos nós devemos entender, por ser em si um dos fechos de abóbada, ou seja, a sustentação de toda doutrina moral e ser objeto de inúmeras controvérsias, por falta de uma acepção bem determinada. É a palavra alma.”

Kardec destaca o conceito devido às atribuições distintas que eram feitas sobre o assunto, e seria essencial a compreensão para o estudo e a prática dos princípios espíritas.

Afinal, para o Espiritismo, a alma é a base da existência, como mostra Emmanuel no livro Neste Instante, psicografado por Chico Xavier:

“Não nos esqueçamos de que o corpo na Terra é o filtro vivo de nossa alma. Nossos pensamentos expressar-se-ão, segundo os sentimos, tanto quanto nossos atos serão exteriorizados, conforme pensamos. Todos os processos emocionais do coração atingem o cérebro, de onde se irradiam para o campo das manifestações e das formas.”

Além disso, cada reencarnação, a alma fica mais sábia e evoluída, conforme Chico Xavier:

“Ninguém morre. O aperfeiçoamento prossegue em toda parte. A vida renova, purifica e eleva os quadros múltiplos de seus servidores, conduzindo-os, de maneira vitoriosa e bela, à união suprema com a divindade.”

Espiritismo x Espiritualismo

A crença na alma é uma característica do Espiritualismo, como explica Kardec:

“Com efeito, o espiritualismo é o oposto do materialismo (…). Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria, é espiritualista. Não se segue daí, porém, que creia na existência dos Espíritos ou em suas comunicações com o mundo visível.” (O Livro dos Espíritos).

Ou seja, a convicção na existência da alma não é própria do Espiritismo.

Por outro lado, a Doutrina Espírita carrega como princípio as relações do mundo material com os Espíritos ou seres do mundo invisível.

Conclusão

alma e espiritismo

Recapitulando o que vimos neste artigo, alma e espírito são a mesma coisa, mas, de acordo com a Doutrina Espírita, são diferentes no tempo e espaço.

A alma é o espírito encarnado, e o espírito é a alma desencarnada.

Gostou deste conteúdo sobre a diferença entre alma e espírito? Então, aproveite o espaço ao final do texto para escrever o seu comentário.

Tem outro tema que gostaria de ver por aqui? Faça uma sugestão de assunto para a nossa equipe pelo formulário de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *